sexta-feira, 26 de outubro de 2012

MICRO E PEQUENOS EMPRESÁRIOS DE PARAIBANO FAZEM CURSO PELO SEBRAE

Termina hoje (sexta-feira 26) a primeira etapa do Curso "Aprender e Empreender" realizado pelo SEBRAE - Serviço de Apoio as Micro e Pequenas Empreas (Balsas) com micro e pequenos empresários  de Paraibano. 
Alunos do curso do
 SEBRAE   foto:Lasan

Cecília Salata/ agosto 2012 
  foto:Lasan
 O treinamento está acontecendo desde terça-feira (24) durante à noite na Escola João Furtado Brito (Bandeirantes) e ministrada pelo filósofo e consultor de empresas Mauro Andrade Marques de São Luis. Na terça, estiveram presentes na abertura do curso a gestora de projetos do SEBRAE de Balsas, Maria Cecília Salata, o agente de desenvolvimento SEBRAE de São João dos Patos, sr. Valdecir e aagente de desenvolvimento do SEBRAE de Colinas, sra. Romayne. O curso faz parte do Projeto de Fortalecimento do Varejo no Sertão Maranhense, voltado para pequenas empresas de
Consultor de empresas
Mauro Marques foto:Lasan
comércio varejista e empreendedores individuais da região. Os contatos para o curso foram feitos desde maio deste ano, através do micro empresário Ludenrique Queiroz, que cadastrou vários empresários e micro empresário do município. Já houveram 3 reuniões e nessa semana começou o curso que teve informações sobre técnicas e ferramentas, orientações gerais para melhor desempenho de negócios, além de características comportamentais do empreendedor e tirou muitas dúvidas dos participantes.No curso o professor Mauro Marques, revelou que a maioria dos empresários no Brasil estão em posições falsas, estão quebrados, simplesmente por que não conhecem o seu posionamente, bem como da empresa no mercado:"Geralmente os empresários estão no vermelho e não sabem" disse Mauro. Para melhorar esse quadro, os empresários precisam acompanhar a evolução do mercado, senão ficam para trás. "A globalização é prova de que o mercado muda a todo momento e não existem fronteiras. Logo, logo, chegarão redes de empresas em Paraibano e aí não adianta o empresário correr com o pires na mão. Será tarde" informou o consultor do SEBRAE; "Observei que os municípios vizinhos, Colinas e São João dos Patos, estão aproveitando as oportunidades e o comércio tem evoluído, infelizmente Paraibano, está atrasado, os empresários estão perdendo seus clientes para cidades vizinhas, tudo por que ainda não despertaram para se modernizarem e utilizarem as ferramentas certas...Enquanto Paraibano, está tendo essa oportunidade, com esses curso, existe uma fila de outros municípios querendo essa oportunidade" revelou Mauro Marque. O consultor de empresas,referia ao número de empresas na cidade em relação ao número de micro empresários participantes no curso. Menos de 15."Mas vocês que estão aquí, serão os que estarão na frente, pela visão, vontade e flexibilidade em aprender" concluiu Mauro.O consultor do SEBRAE, visitou as empresas dos participantes durante o dia para avaliação.No segundo dia de treinamento, Mauro fez uma contextualização da história da economia e seus principais pensadores, falou de mercado, de finançasm ferramentas de marketing e principalmente sobre empreendedorismo.Na aula, os empresários, descobriram que todo empreendedor pode ser um empresário, mas nem todo empresário pode ser um empreendedor. Mauro informou que o brasileiro é empreendedor, mas que precisa se preparar melhor. Falou que o Brasil é um País de empreendedores, que de cada oito brasileiros em idade adulta, um está abrindo ou pensando em abrir um negócio.Mas que apesar do grande números de empreendedores, no Brasil a oportunidade de criar e manter um negócio por mais de três anos é relativamente baixa.O problema principal disso é a pouca informação, planejamento e conhecimento específico sobre o negócio. No curso realizado em Paraibano, esses temas foram debatidos e realizados oficinas com montagens de empresas pelos alunos. Foi surpreendente observar que os micro empresários de Paraibano que participam do curso, não tinham esses conhecimentos básicos de negócios.Quando o professor propôs que as empresas "laboratórios"  fizessem e dessem resultados dos números da empresa, percebeu-se a falta de conhecimento nesse ítem. Ponto de equilíbrio,Custo Fixo (Pró-Labore), Custo Variável e Índice da Margem de Contribuição, não batiam com os resultados. Todos os participantes foram categóricos em afirmar, que realmente precisam aprender e muito sobre negócios e mercado.Para o consultor Mauro Marques, isso é natural onde não há informações e conhecimento específico."Os comerciantes, confundem muito dinheiro da empresa com dinheiro do seu bolso".Nesses quatro dias de cusro, conforme um micro-empresário, muita coisa vai começar a mudar, a começar pelos números da empresa. O curso que termina hoje, teve o elogio do consultor que parabenizou os participantes e afirmu:"Só de estarem aquí, vocês já saem na frente dos demais, isso terá resultados positivos.Saibam que o desenvolvimento de qualquer município passa também pelas micros e pequenas empresas".O consultor de empresas,referia ao número de empresas na cidade em relação ao 
número de micro empresários participantes no curso. Menos de 15."Mas vocês que estão aquí, serão os que estarão na frente, pela visão, vontade e flexibilidade em aprender" concluiu Mauro.O consultor do SEBRAE, visitou as empresas dos participantes durante o dia para avaliação.No segundo dia de treinamento, Mauro fez uma contextualização da história da economia e seus principais pensadores, falou de mercado, de finançasm ferramentas de marketing e principalmente sobre empreendedorismo.Na aula, os empresários, descobriram que todo empreendedor pode ser um empresário, mas nem todo empresário pode ser um empreendedor. Mauro informou que o brasileiro é empreendedor, mas que precisa se preparar melhor. Falou que o Brasil é um País de empreendedores, que de cada oito brasileiros em idade adulta, um está abrindo ou pensando em abrir um negócio.Mas que apesar do grande números de empreendedores, no Brasil a oportunidade de criar e manter um negócio por mais de três anos é relativamente baixa.O problema principal disso é a pouca informação, planejamento e conhecimento específico sobre o negócio. No curso realizado em Paraibano, esses temas foram debatidos e realizados oficinas com montagens de empresas pelos alunos. Foi surpreendente observar que os micro empresários de Paraibano que participam do curso, não tinham esses conhecimentos básicos de negócios.Quando o professor propôs que as empresas "laboratórios"  fizessem e dessem resultados dos números da empresa, percebeu-se a falta de conhecimento nesse ítem. Ponto de equilíbrio,Custo Fixo (Pró-Labore), Custo Variável e Índice da Margem de Contribuição, não batiam com os resultados. Todos os participantes foram categóricos em afirmar, que realmente precisam aprender e muito sobre negócios e mercado.Para o consultor Mauro Marques, isso é natural onde não há informações e conhecimento específico."Os comerciantes, confundem muito dinheiro da empresa com dinheiro do seu bolso".Nesses quatro dias de cusro, conforme um micro-empresário, muita coisa vai começar a mudar, a começar pelos números da empresa. O curso que termina hoje, teve o elogio do consultor que parabenizou os participantes e afirmu:"Só de estarem aquí, vocês já saem na frente dos demais, isso terá resultados positivos.Saibam que o desenvolvimento de qualquer município passa também pelas micros e pequenas empresas".

Um comentário:

Mauro Andrade Marques disse...

Parabéns pela reportagem, você cumpre um papel fundamental na informação da comunidade de Paraibano.